Eu tive duas experiencias muito gratificantes editando alguns zines. Fui co-editor de Ficção Científico da Revista Scarium (www.scarium.com.br), um fanzine produzido por Marcos Bourguignon. O Marcos intercalava as edições, hora publicando Ficção Especulativa, hora publicando Fantasia e Terror, e eu o ajudava com gosto em algumas das edições.

Uma das que mais gostei foi a Scarium 19 ( http://www.scarium.com.br/dezenove.html), dedicada a Ficção Científica Pulp, com uma capa de Emir Ribeiro e contos excelentes. Foi muito gratificante todo o processo criativo de montar a edição, dar um direcionamento, selecionar os contos, enfim, criar uma edição completa. Foi a mesma sensação boa que tive quando editei, juntamente com alguns colegas da faculdade de Letras, a nossa extinta revista eletrônica Desfolhar. Montamos uma estrutura online e tínhamos edições temáticas com diferentes temas literários, contos e artigos.

Essas experiências sempre ficaram arquivadas na minha memória, conectadas com minha infância quando eu criava revista e livros imaginários. Voltar ao processo de criar uma revista eletrônica demorou mais do que imaginava, mas voltou com a mesma força e vontade. E tudo começou no “mundo Comum”.


O MONOMITO

É no mundo comum que o dia a dia da vida e do trabalho entorpece nossos sonhos e sentidos. Mas é nesse mesmo mundo, que surge um problema, um chamado, um desafio. E mesmo com a reticência, mesmo com a recusa, você acaba aceitando o desafio e resolve que é hora de cruzar o primeiro portal. E assim, meu site GBOZ que desde 2004 busca por uma identidade, se torna finalmente a interface para um Zine Online.

É nesse momento que nos encontramos, cruzando o primeiro portal. Quero entrar mais uma vez no mundo mágico da Ficção Científica, do Cyberpunk, da Space Opera, voltando a editar uma revista eletrônica. A grande diferença talvez seja o fato de que agora sei que quando atravessamos o primeiro portal, surgem os aliados, também surgem os inimigos e diversas provações. Mas a partir de agora, preciso seguir por esse novo mundo em busca de superação, em busca do grande prêmio, em busca desse misterioso elixir que poderá transformar o mundo comum em algo mais, em algo extraordinário.

As edições serão mensais, curtas e objetivas, não mais do que 2 ou 3 contos. Ficção Científica na veia, biochips implantados, códigos liberados, mas as vezes, quem sabe, poderemos ter alguns dragões ou espaçonaves cruzando por essas páginas.

E a você, leitor, aliado, entusiasta, fica meu convite a participar, se conectar, submeter, fazer parte dessa jornada, nem que seja somente lendo e aproveitando os sonhos e especulações que aqui serão derramados.

Seja bem vindo!